Agora vai? Andreas Kisser fala sobre documentário do Sepultura

sepultura documentário

O tão esperado documentário do Sepultura parece ter dado mais um passo à frente. O guitarrista Andreas Kisser falou ao Metal-Heads.de que a banda finalmente encerrou as filmagens. “O diretor nos acompanhou pelos últimos sete, oito anos, em diferentes turnês. Filmamos na Indonésia, Europa, Estados Unidos, coletamos entrevistas com músicos, roadies, pessoas diferentes. Acho que ficará muito interessante, não apenas para o público do Metal, mas espectadores em geral, que se interessarem pela trajetória de uma banda brasileira e seus trinta anos de estrada. Em abril ou maio teremos mais notícias, incluindo a data oficial de lançamento”.

As dez melhores do Testament segundo Derrick Green

Enquanto o Sepultura se prepara para uma turnê norte-americana com o Testament, Derrick Green elaborou um Top 10 dos companheiros de viagem. As músicas que entraram na lista foram:

1. Brotherhood Of The Snake (Brotherhood Of The Snake, 2016)
2. Native Blood (Dark Roots Of Earth, 2012)
3. Over The Wall (The Legacy, 1987)
4. The New Order (The New Order, 1988)
5. Burnt Offerings (The Legacy, 1987)
6. Practice What You Preach (Practice What You Preach, 1989)
7. The Pale King (Brotherhood Of The Snake, 2016)
8. Sins Of Omission (Practice What You Preach, 1989)
9. More Than Meets The Eye (The Formation Of Damnation, 2008)
10. Electric Crown (The Ritual, 1992)

O Top 10 do Sepultura segundo Chuck Billy

sepultura chuck

É conhecida a história de que Chuck Billy, vocalista do Testament, chegou a fazer um teste para substituir Max Cavalera no Sepultura. Como as duas bandas farão uma excursão norte-americana juntas nos próximos meses, o cantor escolheu seu Top 10 do grupo brasileiro. As faixas escolhidas foram:

1. Refuse/Resist (Chaos A.D., 1993)
2. Nomad (Chaos A.D., 1993)
3. Territory (Chaos A.D., 1993)
4. Roots Bloody Roots (Roots, 1996)
5. Arise (Arise, 1991)
6. Beneath The Remains (Beneath The Remains, 1989)
7. Born Strong (Kairos, 2011)
8. Choke (Against, 1998)
9. Against (Against, 1998)
10. Phantom Self (Machine Messiah, 2017)

“Derrick foi a escolha certa para o Sepultura”

derrick sepultura

Em entrevista ao EonMusic.com, Andreas Kisser refletiu sobre a escolha de Derrick Green para o posto de vocalista do Sepultura, realizada vinte anos atrás. Machine Messiah, álbum mais recente, é o oitavo com o cantor. “Definitivamente, foi a escolha certa para a banda. Ele mostrou o nosso futuro. Não estávamos interessados em uma cópia de Max. Buscamos fugir da ideia de arrumar um clone. Ouvimos vários candidatos, até caras como Chuck Billy, do Testament, tentaram. Mas queríamos alguém novo no negócio. Derrick foi sugestão de Mike Glitter, amigo em comum entre nós que trabalhava na Roadrunner. Quando ouvimos sua fita, sentimos que poderia cantar de maneira ríspida, mas também oferecer novas possibilidades com melodias”.

Andreas Kisser diz que haters do Sepultura são bem-vindos

sepultura haters

O United Rock Nations questionou o guitarrista Andreas Kisser sobre a recepção dos fãs a Machine Messiah, novo álbum do Sepultura. “Tem sido incrível, muito positiva. É legal que os fãs tenham evoluído conosco. Claro que há os haters, eles são bem-vindos (risos). Fazem parte da base de fãs, falam merda sobre nós, mas ainda assim escutam nossa música. Mas, no geral, a resposta foi incrível, estamos muito felizes e motivados”.

Andreas Kisser responde Max Cavalera sobre o Sepultura não ter feito nada bom após sua saída

andreas max

No final do ano passado, repercutiu a declaração de Max Cavalera sobre o Sepultura não ter feito nada de bom após sua saída. Questionado pelo jornalista polonês Adam Drygalski, Andreas Kisser preferiu não jogar mais lenha na fogueira. “Simplesmente não me importo. É a opinião dele. Muitos pensam da mesma forma, mas e daí? Tenho muito orgulho do que alcançamos. Estamos celebrando trinta anos de carreira, não apenas quinze ou vinte. Vemos o Sepultura como um todo, uma carreira completa. Ao vivo, tocamos músicas de todos os discos, independente de formação ou gravadora”.

“Não se deve ter medo de arriscar a própria arte”

sepultura andreas

O guitarrista Andreas Kisser falou ao Hi-Fi Way: The Pop Chronicles sobre as mudanças musicais na carreira do Sepultura. Machine Messiah, trabalho mais recente, mostra a banda explorando sonoridades diferentes do que alguns fãs poderiam esperar. “Penso ser uma evolução. Estamos no palco quase todo dia, nos últimos três anos visitamos vários lugares e pudemos coletar informação, interesses e ideias que nos motivam a entrar em estúdio. Gosto de pensar como Pablo Picasso. Se ele tivesse seguido as regras tradicionais, teria encontrado novas possibilidades? Não se deve ter medo de arriscar a própria arte. Caso contrário, viveríamos apenas copiando e reproduzindo o que já foi feito”.

Para Iggor, não faz mais sentido o Sepultura existir

iggor sepultura

O The Salt Lake Tribune perguntou a Iggor Cavalera sobre a relação com os atuais membros do Sepultura. “É negativa. Max e eu acreditamos que não faz mais sentido eles continuarem o que fazem. Mas, no fim das contas, não importa de verdade. Estamos felizes com o que temos hoje e muitos fãs também apreciam. A vida é curta para acumular raiva”.

Em relação a uma reunião, o baterista não acredita. “Só faríamos se fosse algo realmente sólido. E não vemos a possibilidade da parte deles. Não deixo a porta fechada por saber que seria especial aos fãs. Mas não vamos gastar energia com isso, melhor seguir em frente”.

Sepultura confirmado no Palco Sunset do Rock In Rio

sepultura rio

O Rock In Rio confirmou que o Sepultura se apresentará no último dia da edição 2017. A banda toca no Palco Sunset em 24 de setembro. O grupo vem divulgando seu álbum mais recente, Machine Messiah. Será a sexta apresentação da banda no festival, considerando apenas as edições brasileiras.

Andreas sobre turnê dos Cavalera tocando Roots: “Não fizeram nada de novo”

A Kaaos TV, da Finlândia, pediu a opinião de Andreas Kisser sobre o fato de Max e Iggor Cavalera estarem excursionando para celebrar os vinte anos do álbum Roots, do Sepultura. “O Anthrax está tocando Among The Living na íntegra, mas lançaram dois discos de inéditas recentemente. Metallica, Slayer, Megadeth, Death Angel, Testament e Kreator fizeram discos fantásticos. Estamos tocando cinco músicas de Machine Messiah na turnê atual e as pessoas se interessam por elas, não apenas os clássicos. Eles não estão fazendo nada de novo, basicamente. De qualquer modo, são livres para o que bem entenderem”.

Derrick Green não se incomoda com fãs de Max Cavalera

derrick max

O The Metal Gods Meltdown perguntou a Derrick Green como é lidar com criticismo de quem nunca aceitou o Sepultura sem a presença de Max Cavalera. “Definitivamente, aprendi a deixar para lá. Todos têm direito gostar e se identificar com algo. Era um fã antes de entrar na banda e tenho total respeito pelo que fizeram no passado. O importante é que amo o que faço”.

Novo disco do Sepultura em várias paradas mundo afora

sepultura machine

Machine Messiah, novo álbum do Sepultura, alcançou posições nas paradas dos seguintes países…

Estados Unidos
#86 – Top Current Albums
#23 – Top Rock
#7 – Hard Music

Canadá
#98 – Top Albums
#55 – Current
#10 – Hard Music

República Tcheca: #14
Itália: #14
Alemanha: #27
Suíça: #27
Áustria: #33
Portugal: #35
Bélgica (Região de Flandres): #35
Bélgica (Região da Valônia): #67
França: # 74
Austrália: #82
Reino Unido: #165, #18 Indie, #9 Rock