Para Hetfield, Deus pode ser seu pai, sua mãe, Cliff Burton…

hetfield deus

A Clique, da França, perguntou a James Hetfield sobre sua visão em relação a uma força superior. “Acredito. Não sei se é ele, ela, isso… Seja como for, está em todos os lugares e significa tudo, faz com que me sinta melhor. E me ajuda muito. Acredito que possa ser meu pai voltando, minha mãe, ou alguém como Cliff (Burton). É como se fosse uma coisa só. É uma força que também aparece em minha esposa, me dizendo para não fazer algo, o que antigamente me deixava bravo. Às vezes, escolho não ouvir. Mas está presente”.

Metallica muda set em segundo show da WorldWired Tour

metallica worldwired

Acabou há pouco o segundo show da nova turnê mundial do Metallica. A banda se apresentou em Shangai, China, e fez um setlist diferente do concerto em Seul, Coreia do Sul, realizado no meio da semana. Obviamente, a censura local cortou algumas canções, sendo “Master Of Puppets” a mais proeminente. Foram executadas:

Breadfan
Atlas, Rise!
King Nothing
The Memory Remains
The Unforgiven
Now That We’re Dead
Moth Into Flame
Harvester Of Sorrow
Halo On Fire
The Four Horsemen
Sad But True
Wherever I May Roam
For Whom The Bell Tolls
The Day That Never Comes
Whiplash
Whiskey In The Jar
Nothing Else Matters
Enter Sandman

Metallica vai se apresentar no Grammy

metallica grammy

Em anúncio nas redes sociais, o Metallica revelou ter sido convidado a tocar na cerimônia do Grammy Awards 2017, a ser realizada dia 12 de fevereiro. A banda concorre na categoria Best Rock Song, com “Hardwired”, do álbum Hardwired… To Self-Destruct. No Brasil, a premiação será transmitida na TNT. A última apresentação da banda na cerimônia aconteceu em 2014, quando tocaram “One” junto ao pianista chinês Lang Lang.

Pianista Lang Lang volta a se apresentar com o Metallica

metallica lang

A apresentação do Metallica em Pequim, no próximo dia 18, contará com a participação do pianista chinês Lang Lang. O duo repetirá a parceria de 2014, quando executaram a música “One” na cerimônia do Grammy. O show faz parte da WorldWired Tour, que está começando pela Ásia. Todos os ingressos já estão vendidos.

Dave Mustaine se emputeceu por não saber da morte de Cliff através do Metallica

mustaine cliff

Dave Mustaine elaborou uma lista à Rolling Stone com 15 músicas significativas de sua carreira. O texto completo pode ser lido (em inglês) aqui. Uma das escolhidas para a matéria foi “In My Darkest Hour”. A faixa do álbum So Far, So Good… So What!, do Megadeth, fala sobre a morte de Cliff Burton, baixista e colega de Dave nos tempos de Metallica. “Uma amiga, Maria Ferrero, telefonou para me dar a notícia. Fiquei pensando ‘seus filhos da puta, somos irmãos e vocês deixam outra pessoa ligar para contar?’. Hoje sei que, em situações como essa, as pessoas não agem de forma normal e mudei minha visão. Estava muito chateado e a compus em uma pegada só. A letra saiu o mais rápido que consegui. Foi um período muito doloroso”.

Metallica abre a WorldWired Tour na Coreia do Sul

metallica worldwired

Acabou há pouco o primeiro show da WorldWired Tour, nova excursão do Metallica. A apresentação em Seul, Coreia do Sul, contou com as seguintes músicas:

Hardwired
Atlas, Rise!
Sad But True
Wherever I May Roam
The Unforgiven
Now That We’re Dead
Moth Into Flame
Harvester Of Sorrow
Halo On Fire
The Four Horsemen
One
Master Of Puppets
For Whom The Bell Tolls
Fade To Black
Seek & Destroy
Battery
Nothing Else Matters
Enter Sandman

A abertura ficou a cargo da Babymetal, que executou seis músicas: Babymetal Death, Catch Me If You Can, Megitsune, Gimme Chocolate, Karate e Road Of Resistance.

James Hetfield ficou honrado, porém triste ao tocar com Ozzy no R&R Hall Of Fame

metallica ozzy

Em entrevista ao podcast WTF With Marc Maron, James Hetfield comentou as reconciliações que o tempo lhe ofereceu, incluindo antigos membros do Metallica. E citou um exemplo de como não queria que as coisas fossem, quando a banda fez as homenagens ao Black Sabbath no Rock And Roll Hall Of Fame, no ano de 2006. “Enquanto discursávamos, Ozzy estava sentado em uma mesa e o resto da banda em outra. Não queriam tocar, então nós tivemos que fazê-lo. Foi uma honra, mas ao mesmo tempo triste. Preferia que eles estivessem ali. Entendo que às vezes é difícil deixar o passado para trás, mas precisamos nos esforçar”.

Metallica não pretende fazer mais que 50 shows por ano

Em entrevista ao podcast Nerdist, James Hetfield afirmou que o Metallica pretende dar uma puxada de freio em relação à rotina na estrada. “Meu corpo mandou avisar a banda que 50 shows por anos é o máximo. Ele precisa de revitalização, descanso, assim como mente e espírito. Acredito que todos concordamos que é um bom número. Alguns acham até bastante, mas comparado ao que fazíamos no passado não é”.

Kirk Hammett lembra chineses chorando

Prestes a tocar pela segunda vez na China, o guitarrista Kirk Hammett lembrou a primeira passagem do Metallica no país, em 2013. “Víamos um entusiasmo puro em todos os lugares. O público apreciou o fato de estarmos ali, antes, durante e após o show. Alguns choravam de felicidade. Sempre quisemos tocar na China, mas não é uma simples questão de desejar, você precisa ser convidado. Agora, que o gelo foi quebrado, espero que se torne um local recorrente em nossas turnês”, disse o músico ao That’s Shanghai.

James Hetfield explica ausência de Kirk Hammett em composições do novo disco do Metallica

james kirk

Como já foi amplamente noticiado, o guitarrista Kirk Hammett não assina nenhuma composição em Hardwired… To Self-Destruct, novo álbum do Metallica. “Ele não esteve presente no estúdio. Estava lidando com algumas coisas da vida, que só o próprio contará, se assim quiser. Como é de costume, Lars e eu conduzimos o processo. Pude voltar a fazer algumas coisas que não havia registrado em St. Anger e Death Magnetic, sons mais a ver com os tempos do Black Album”, explicou James Hetfield à Planet Rock.

“Música é terapia para mim”

música terapia

A revista alemã Bild pediu que James Hetfield falasse sobre os temas abordados em Hardwired… To Self-Destruct, novo disco do Metallica. “Há momentos em que estou feliz, outros nem tanto. Sou humano a maior parte do tempo. Música é terapia para mim. Busco inspiração para as letras em pensamentos loucos. Outras pessoas leem e se identificam, o que faz com que me sinta bem. Neste álbum, canto na maior parte do tempo sobre a humanidade. Estamos nesse planeta em um espaço de tempo tão curto e achamos que temos algum controle sobre as coisas que acontecem nele, quando não é verdade. Trata-se de um olhar pessimista, mas no fim, sempre acabo ficando otimista, de alguma forma”.

Metallica tem cinco álbuns entre os oito mais vendidos de Rock/Metal nos Estados Unidos em 2016

metallica vendidos

O Metal Insider elaborou uma lista com os discos de Rock/Metal mais comercializados nos Estados Unidos ano passado. O Metallica deitou e rolou. E não apenas com seu novo disco. Eis o ranking:

1. Hardwired… To Self-Destruct – Metallica (516.000 cópias)
2. Immortalized – Disturbed (298.000)
3. Metallica – Metallica (267.500)
4. This House Is Not For Sale – Bon Jovi (174.000)
5. Greatest Hits – Journey (169.000)
6. Master Of Puppets – Metallica (163.000)
7. … And Justice For All – Metallica (155.000)
8. Ride The Lightning – Metallica (153.000)
9. Dystopia – Megadeth (148.000)
10. Got Your Six – Five Finger Death Punch (146.500)
11. The Stage – Avenged Sevenfold (144.000)
12. Greatest Hits – Guns N’ Roses (138.000)
13. Gore – Deftones (133.000)
14. Seal The Deal & Let’s Boogie – Volbeat (123.000)
15. Back In Black – AC/DC (117.000)
16. Appetite For Destruction – Guns N’ Roses (115.000)
17. Nevermind – Nirvana (114.000)
18. The Ghost Of Christmas Eve – Trans-Siberian Orchestra (113.000)
19. Threat To Survive – Shinedown (110.000)
20. Misadventures – Pierce The Veil (105.000)
21. Kill ‘Em All – Metallica (104.000)
22. Bad Vibrations – A Day To Remember (102.000)
23. The Serenity Of Suffering – Korn (100.000)
24. Licensed To Ill – Beastie Boys (99.000)