Geoff Tate tocará Operation: Mindcrime na íntegra com músicos brasileiros

A Free Pass Entretenimento anunciou que, devido a inúmeros pedidos, o vocalista Geoff Tate executará o álbum Operation: Mindcrime na íntegra durante os shows que abrirá para o Mr. Big no Brasil. As apresentações acontecem dias 19 e 20 de agosto, em São Paulo e Belo Horizonte, respectivamente. Acompanhando o cantor estarão: Felipe Andreoli (baixo – Angra), Leo Mancini (Tempestt – guitarra), Edu Cominato (SOTO – bateria), Dalton Santos (guitarra) e Bruno Sá (teclados).

Para Geoff Tate, as coisas não eram tão legais assim no passado

Em entrevista ao The Great Southern Brainfart, Geoff Tate foi questionado sobre sua relação com Chris DeGarmo. Para muitos, a derrocada sonora do Queensrÿche começou com a saída do guitarrista. Porém, o cantor não acha que seja para tanto. “Honestamente, não sou tão nostálgico. Seria legal dizer que era maravilhoso, tenho saudades e gostaria que as coisas voltassem a ser como antes. Mas gosto do que faço hoje. Olhando para trás, lembro de uma época estressante, personalidades que não se conectavam. Fizemos a banda funcionar o máximo que poderíamos. Quando você sai e respira mais fácil, sem a mesma pressão, se pergunta porque ficou tanto tempo naquilo”.

Agrediu, cuspiu na cara de companheiro de banda e se sentiu “dramaticamente afetado” com demissão

O vocalista Geoff Tate falou à rádio QWIK Rock 105.9 sobre como lidou com a saída do Queensrÿche após trinta anos. Em 2012, após vários desentendimentos, o frontman deu um tapa na cara e cuspiu no baterista Scott Rockenfield, durante passagem de som em São Paulo. Após cumprir os compromissos pré-agendados, a banda decidiu se livrar do frontman. “Fui dramaticamente afetado. Acho que muitas pessoas tiveram a impressão errada pelo que saiu na imprensa e fizeram julgamentos baseados em suposições”.

De qualquer modo, o músico garante se sentir bem com o Operation: Mindcrime e sua carreira solo. “Lancei vários álbuns desde o ocorrido e tenho excursionado por Europa, América, muitos lugares. Não tenho interesse em olhar para trás. Foi um momento e um espaço no tempo com aquelas pessoas em particular. Agora tudo mudou e é hora de seguir em frente. Muitas bandas não duram tanto quanto aconteceu conosco. Trinta anos é muito. A maioria não se aguenta após cinco ou dez, fomo muito além”.

Confirmadas datas de Mr. Big com Geoff Tate no Brasil

mr. big

O Mr. Big vem ao Brasil novamente, apresentando a turnê do seu novo disco, ainda a ser lançado. A atração de abertura nos shows de São Paulo e Belo Horizonte é Geoff Tate. O show do antigo vocalista do Queensrÿche é acústico, no formato “storytelling”. Os locais são:

Manaus – 17/8 @ Porão do Alemão
São Paulo -19 /8 @ Tom Brasil (com Geoff Tate)
Belo Horizonte – 20 /8 @ Music Hall (Com Geoff Tate)
Porto Alegre – 22 /8 @ Opinião

Filme em que Geoff Tate é serial killer ganha lançamento

geoff tate

Após 6 anos, finalmente The Burningmoore Deaths sairá em formatos domésticos. O filme mostra uma série de assassinatos ocorrida em Bayside, Queens, em março de 2010. Tudo aconteceu quando uma equipe da Cole Construções estava sendo filmada por múltiplas câmeras no primeiro dia do que deveria ser um reality show no estilo Extreme Makeover (o quadro Lar, Doce Lar, do Caldeirão do Huck, seria o equivalente nacional). Quando o sol se pôs, o massacre sanguinário começou. O lançamento acontece dia 14 de fevereiro.

Geoff Tate acredita que problemas com o Queensrÿche podem ser resolvidos

geoff queensrÿche

Em aparição na rádio Rock 100.5, Geoff Tate deixou em aberto a possibilidade de, um dia, retomar relacionamento com os membros do Queensrÿche. “Qualquer problema pode ser resolvido, desde que você se dedique. Nunca diga nunca, embora tenha acabado de dizer duas vezes (risos)”.

“Ser comparado ao Mötley Crüe era um insulto”

crue queensryche

O vocalista Geoff Tate falou ao Irish Examiner sobre como era ver o Queensrÿche ser encaixado no mesmo nicho das bandas de Hard Rock oitentista. “Quando começamos, gêneros não eram importantes, o Rock era mais abrangente. Diferentes bandas faziam coisas diferentes e estava tudo certo. Depois, a mentalidade mercadológica se fortaleceu, tudo começou a ser colocado em pequenas caixas. Era uma técnica de venda. Ser comparado ao Mötley Crüe, francamente, era um insulto”.

Geoff Tate lembra quando bebeu vinho com Ronnie James Dio assistindo Roger Waters

Em entrevista à Hawaii Public Radio, Geoff Tate relembrou seu último encontro com Ronnie James Dio. “Foi em um festival holandês, o Arrow Rock, no ano de 2006. Roger Waters faria o show principal. Ronnie apareceu em meu camarim com duas garrafas de vinho italiano e me convidou para assistirmos, pois sabia que eu era fã de Pink Floyd. Fomos até o fundo do gramado, atrás de toda a plateia. Ficamos lá, sentados, bebendo e ouvindo a execução de Dark Side Of The Moon na íntegra. Foi incrível, éramos apenas dois fãs embriagados se divertindo”.

Show de Geoff Tate em São Paulo é adiado

geoff tate

A apresentação que Geoff Tate faria em São Paulo, no dia 21 de janeiro, foi adiada. De acordo com a Free Pass, questões da vida pessoal do cantor impediriam sua presença no país à época. O músico viria com o show The Story Of Rÿche, interpretando clássicos do Queensrÿche em formato acústico. O evento será remarcado para agosto.

Geoff Tate tem show confirmado em São Paulo

geoff tate

Começa turnê reunindo Geoff Tate, Blaze Bayley e Tim Ripper Owens

blazetateripper

Começou na última quinta-feira, em Falls Church, Virginia, a Trinity Tour. A excursão reúne os vocalistas Geoff Tate, Blaze Bayley e Tim “Ripper” Owens. O setlist contou com:

01. Empire (QUEENSRŸCHE) (Tate on vocals)
02. I Don’t Believe In Love (QUEENSRŸCHE) (Tate on vocals)
03. Run To The Hills (IRON MAIDEN) (Bayley on vocals)
04. The Trooper (IRON MAIDEN) (Bayley on vocals)
05. The Ripper (JUDAS PRIEST) (Owens on vocals)
06. Scream Machine (BEYOND FEAR) (Owens on vocals)
07. Jet City Woman (QUEENSRŸCHE) (Tate on vocals)
08. The Needle Lies (QUEENSRŸCHE) (Tate on vocals)
09. The Stranger (OPERATION: MINDCRIME) (Tate on vocals)
10. The Number Of The Beast (IRON MAIDEN) (Bayley on vocals)
11. Fear Of The Dark (IRON MAIDEN) (Bayley on vocals)
12. Man On The Edge (IRON MAIDEN) (Bayley on vocals)
13. Burn In Hell (JUDAS PRIEST) (Owens on vocals)
14. When The Eagle Cries (ICED EARTH) (Owens on vocals)
15. Breaking The Law (JUDAS PRIEST) (Owens on vocals)
16. Wrathchild (Bayley and Owens on vocals)
17. Eyes Of A Stranger (QUEENSRŸCHE) (Tate on vocals)

Encore:

18. Living After Midnight (JUDAS PRIEST) (Tate, Bayley and Owens on vocals; Owens also on guitar)

O arrependimento de Geoff Tate

geoff tate

O podcast Music Mania perguntou a Geoff Tate se o cantor tinha algum arrependimento em sua carreira no Queensrÿche. “Lamento que as coisas tenham acabado tão mal. Não conseguimos terminar as coisas de modo civilizado. Por outro lado, foi incrível manter uma banda por trinta anos. Fomos muito além das expectativas. Criamos músicas maravilhosas, que continuarão sendo escutadas após termos ido embora”.