Resenha: Blackberry Smoke – Like An Arrow [2016]

blackberry smoke

Após o excelente Holding All The Roses, o Blackberry Smoke volta a lançar um trabalho de inéditas. É a primeira vez que o grupo disponibiliza discos em anos consecutivos. E não aprece ter feito muita diferença no quesito qualidade, como fica claro já na abertura, com “Waiting For The Thunder”, uma das músicas mais pesadas da carreira do quinteto – tenha como parâmetro para peso a sonoridade de uma banda Southern/Country Rock, não o Slayer, obviamente. A dançante “Let It Burn” vem a seguir, colada a “The Good Life”, bonita balada com tempero caipira. O clima de saloon a altas horas da madrugada dita o clima de “What Comes Naturally”, enquanto “Running Through Time” é calma e reflexiva. A faixa-título é arrastada, com a guitarra acompanhando o vocal, quase como se o Black Sabbath tivesse nascido nos campos do sul estadunidense. Uma estranha e curiosa sensação. Que transforma a canção em um dos destaques.

A coisa fica mais familiar em “Ought To Know”, que possui até certa habilidade radiofônica em sua composição – o que só deve acontecer lá fora, já que aqui o grupo ainda é um ilustre desconhecido. A interpretação de Charlie Starr em “Sunrise In Texas” oferece outro momento brilhante, complementado pelo belo solo de Paul Jackson. “Ain’t Gonna Wait” é um momento menor, sem grandes atrativos. O pique volta a ficar em alta com “Workin’ For A Workin’ Man”, Rock and Roll curto e certeiro, abrindo caminho para a funkeada “Believe You Me”, que vale apenas pela tentativa. Fechando o tracklist, a participação do grande Gregg Allman em “Free On The Wing”, única de todo o álbum a ultrapassar cinco minutos de duração. E vale a pena, pois sua melodia é de beleza singular. Um pouco abaixo do seu antecessor, Like An Arrow se mostra digno de prosseguir a gloriosa carreira do Blackberry Smoke, uma das bandas mais legais dos últimos tempos.

Nota 8

Charlie Starr (vocais, guitarra)
Paul Jackson (guitarra)
Richard Turner (baixo)
Brandon Still (teclados)
Brit Turner (bateria)

01. Waiting For The Thunder
02. Let It Burn
03. The Good Life
04. What Comes Naturally
05. Running Through Time
06. Like An Arrow
07. Ought To Know
08. Sunrise In Texas
09. Ain’t Gonna Wait
10. Workin’ For A Workin’ Man
11. Believe You Me
12. Free On The Wing

blackberry smoke

Novo clipe do Blackberry Smoke

“Sunrise In Texas”, do álbum Like An Arrow.

Resenha: Blackberry Smoke – Holding All The Roses [2015]

blackberrysmoke

The Whippoorwill, lançado em 2012, serviu para colocar o Blackberry Smoke de vez no mercado. A banda de Atlanta, Georgia, conquistou muitos fãs com seu Southern Rock de saudáveis influências Country, entrando pela primeira vez nas paradas de sucesso dos Estados Unidos. Após um álbum ao vivo, o grupo lança seu quarto full-lenght, gravado em apenas duas semanas, com o produtor Brendan O’Brien (AC/DC, Bruce Springsteen). Holding All The Roses acertou em cheio. Trabalho de altíssima qualidade, reafirmou a posição diferenciada do quinteto, especialmente e seu frontmn, Charlie Starr, que assina sozinho onze das doze faixas – a exceção é “Lay It All On Me”, parceria com Travis Meadows, lendário compositor de Nashville, Meca do som do campo yankee.

Não há grandes novidades em comparação aos trabalhos anteriores, exceto por alguma pegada mais forte nas guitarras em determinados momentos – sem descaracterizar a proposta, é claro. Difícil apontar algum destaque no tracklist, mas a abertura com “Let Me Help You (Find The Door)” serve como um perfeito cartão de visitas. A faixa-título chega a se aproximar do Hard Rock, enquanto “Too High” foi, inteligentemente, escolhida para ganhar um videoclipe. Sua melodia gruda e você passa o resto do dia cantarolando o refrão. Mas o primeiro single, na verdade, foi “Living In The Song”, prova cabal de que é possível fazer um som de qualidade e predicados para tocar no rádio sem precisar fugir da própria identidade.

Todas as outras merecem mais que uma simples conferida. Holding All The Roses alcançou o primeiro lugar da parada Country da Billboard, além do sétimo no chart Rock e 28º no geral. Só no primeiro mês, bateu na casa de 25 mil cópias vendidas, número significante para uma banda nova, tendo em consideração a situação atual da indústria musical. E o reconhecimento é mais do que merecido, consagrando o Blackberry Smoke como uma das melhores bandas da atualidade. Candidato sério a figurar em várias listas de melhores do ano. Perfeito para mostrar aos agroboys de meia tigela de suas cercanias como se faz um verdadeiro som caipira de qualidade.

Nota 9

Charlie Starr (vocais, guitarra)
Paul Jackson (guitarra)
Richard Turner (baixo)
Brandon Still (teclados)
Brit Turner (bateria)

01. Let Me Help You (Find The Door)
02. Holding All The Roses
03. Living In The Song
04. Rock And Roll Again
05. Woman In The Moon
06. Too High
07. Wish In One Hand
08. Randolph County Farewell
09. Payback’s A Bitch
10. Lay It All On Me
11. No Way Back To Eden
12. Fire In The Hole

blackb

Novo clipe do Blackberry Smoke

“Too High”, do álbum Holding All The Roses.

Show do Blackberry Smoke terá transmissão ao vivo hoje à noite

blackberrysmoke

A apresentação do Blackberry Smoke hoje à noite, em Atlanta, terá transmissão ao vivo através da parceria do Yahoo com o Live Nation. O show começa uma da manhã, horário de Brasília e pode ser visto neste link. A banda se prepara para lançar seu novo álbum, Holding All Roses.

Tracklist do novo álbum do Blackberry Smoke

blackberrysmoke

Holding All The Roses sai no dia 9 de fevereiro com as seguintes faixas:

01. Let Me Help You (Find The Door)
02. Holding All The Roses
03. Living In The Song
04. Rock And Roll Again
05. Woman In The Moon
06. Too High
07. Wish In One Hand
08. Randolph County Farewell
09. Payback’s A Bitch
10. Lay It All On Me
11. No Way Back To Eden
12. Fire In The Hole

Capa e título do novo álbum do Blackberry Smoke

blackberrysmoke

Holding All The Roses sai no dia 2 de fevereiro de 2015. Será o quarto trabalho de inéditas do grupo.

Blackberry Smoke libera DVD para fãs assistirem na íntegra

Leave A Scar Live está disponível no player abaixo.

Blackberry Smoke anuncia produtor de próximo disco

blackberrysmoke

O produtor Brendan O’Brien (Bruce Springsteen, AC/DC, Pearl Jam) foi o escolhido para conduzir as gravações do novo álbum do Blackberry Smoke. A informação vem do vocalista e guitarrista Charlie Starr, em entrevista à Rolling Stone. As gravações estão acontecendo em Atlanta. Não há previsão de lançamento. Recentemente, o grupo disponibilizou o CD/DVD ao vivo Leave A Scar: Live In North Carolina.

Blackberry Smoke disponibiliza DVD e CD ao vivo

blackberrysmokecddvd

Leave A Scar está à venda exclusivamente em shows ou na loja oficial do site da banda. As gravações aconteceram durante um show em Winston-Salem, Carolina do Norte, Estados Unidos. Os tracklists trazem:

DVD

1. Shakin’ Hands With The Holy Ghost
2. Sanctified Woman
3. Testify
4. Good One Comin’ On
5. Six Ways To Sunday
6. Ain’t Got The Blues
7. Lucky Seven
8. Pretty Little Lie
9. Restless
10. Up In Smoke
11. Crimson Moon
12. The Whippoorwill
13. Son Of The Bourbon
14. Everybody Knows She’s Mine
15. One Horse Town
16. Lesson In A Bottle
17. Ain’t Much Left Of Me
18. Leave A Scar

CD

1. Shakin’ Hands With The Holy Ghost
2. Sanctified Woman
3. Testify
4. Good One Comin’ On
5. Six Ways To Sunday
6. Ain’t Got The Blues
7. Lucky Seven
8. Pretty Little Lie
9. Restless
10. Up In Smoke
11. Crimson Moon
12. The Whippoorwill
13. Son Of The Bourbon
14. Everybody Knows She’s Mine
15. One Horse Town
16. Lesson In A Bottle
17. Ain’t Much Left Of Me
18. Leave A Scar
19. Sleeping Dogs
20. Payback’s A Bitch
21. Up The Road
22. Shake Your Magnolia

Recomendação da semana: Blackberry Smoke – The Whippoorwill [2012]

blackberrysmokethewhippoorwill

Muitas bandas gostam de falar sobre versatilidade. Dizem que procuram agradar um público vasto, incorporando elementos de várias vertentes. Poucas realmente fazem isso. Menor ainda é o número das que agradam verdadeiramente. O Blackberry Smoke é uma delas. Tendo como base o Southern e o Country Rock, a banda de Atlanta, Geórgia, é amor à primeira escutada. Doses generosas de Bluegrass e Classic Rock também fazem parte da receita. Não à toa, o grupo excursionou, com o passar dos anos, junto de nomes como Zac Brown Band, ZZ Top e Lynyrd Skynyrd.

The Whippoorwill é o terceiro full-lenght da banda, e seu melhor esforço até o momento. Desde a abertura com “Six Ways To Sunday”, cada melodia conquista o ouvinte um pouco mais. O single “Pretty Little Lie” é um tiro certeiro – lembrem-se, estamos falando dos caipiras americanos, é assim que eles resolvem as coisas. A divertida “Everybody Knows She’s Mine” é uma canção de amor no mais puro estilo sulista, com direito a inserções bem humoradas na letra. Já a balada “One Horse Town” expõe a realidade rural com maestria, abrindo espaço para “Ain’t Much Left Of Me”, que transborda saudosismo sem ser uma mera cópia do que já foi feito no passado.

A faixa-título mantém o clima melancólico no ar, enquanto “Lucky Seven” nos transporta até um saloon de chão batido no Velho Oeste. O agito toma conta em “Leave A Scar”, um dos grandes momentos do play. Só tome cuidado para não sair dançando pela casa, para estranhamento geral. O groove de “Crimson Moon”, aliado aos backing vocals femininos, remetem diretamente aos Van Zant e sua trupe. Já “Ain’t Got The Blues” conquista com seus violões e piano trabalhando em sincronia com uma batida simples e viciante. Na mesma linha, porém eletrificada, “Sleeping Dogs” é trilha de bar em todos os sentidos.

Um belo riff dita a pegada de “Shakin’ Hands With The Holy Ghost”, segunda faixa a ganhar videoclipe, lançado já este ano, após a reedição europeia do álbum, com três faixas ao vivo. Merecidamente, pois se sobressai em um trabalho que só traz músicas acima da média. Para encerrar o tracklist original, mais uma bela balada. “Up The Road” fecha com um clima de despedida expresso em cada nota e palavra. The Whippoorwill entrou no Top 40 da Billboard, além das paradas Country e Rock. Graças a ele, o Blackberry Smoke deixou de ser um segredo bem guardado dos domínios americanos, para alegria geral. Obrigatório conferir!

Charlie Starr (vocais, guitarra, pedal steel, banjo)
Paul Jackson (guitarra)
Richard Turner (baixo)
Brandon Still (piano, órgão)
Brit Turner (bateria, percussão)

01. Six Ways To Sunday
02. Pretty Little Lie
03. Everybody Knows She’s Mine
04. One Horse Town
05. Ain’t Much Left Of Me
06. The Whippoorwill
07. Lucky Seven
08. Leave A Scar
09. Crimson Moon
10. Ain’t Got The Blues
11. Sleeping Dogs
12. Shakin’ Hands With The Holy Ghost
13. Up The Road

blackberry-smoke-617-409

Novo clipe do Blackberry Smoke

“Shakin’ Hands With The Holy Ghost”, do álbum The Whippoorwill.