Resenha: Avantasia – Ghostlights [2016]

avan

Você pode ter seus momentos preferidos na discografia do Avantasia. Mas, o fato é que o projeto capitaneado por Tobias Sammet ainda não ofereceu um trabalho realmente abaixo da crítica. E não será em Ghostlights que isso vai acontecer. A grande diferença é que a musicalidade está cada vez mais Rock de arena e menos Power Metal, com algumas influências americanas que acabam ganhando forma quando reparamos que os convidados yankees são figuras muito presentes. Nem dá para dizer que se trata da mesma proposta usada nos dois primeiros álbuns. O aspecto teatral deixou de ser apenas pontuado por uma história, com vocalistas interpretando personagens, passando para algo bem mais dramático e, até mesmo, poético.

A impressão é reforçada na abertura do play, com “Mystery Of A Blood Red Rose”, também escolhida como primeiro single. A grandiosidade remete aos melhores momentos da carreira de Meat Loaf, com a pomposidade típica na interpretação do dono da empreitada, que aqui canta sozinho. Na sequência, a épica “Let The Storm Descend Upon You”, com seus mais de 12 minutos. Além das figuras carimbadas Jorn Lande e Ronnie Atkins, a faixa traz a primeira aparição de Robert Mason (Warrant, Lynch Mob), grande surpresa do cast. O problema é que a longa duração não foi bem explorada. Com metade do tempo daria para ter passado o recado sem soar maçante.

Na misteriosa “The Haunting”, Dee Snider tem a oportunidade de soltar o Alice Cooper que há em si. Já em “Seduction Of Decay”, Geoff Tate mostra que ainda tem voz, só desaprendeu a compor. A faixa-título traz os mais tradicionais participantes da empreitada, Jorn Lande e Michael Kiske, sempre um intérprete de alto gabarito. A música traz aqueles elementos dos primeiros álbuns, que vão fazer a alegria da turma do lá-lá-lá metálico. “Draconian Love” conta com a participação de Herbie Langhans (Sinbreed) e possui potencial para futuro lançamento promocional, com seu clima dark aliado a uma bela melodia. A pesada e direta “Master of the Pendulum” é outro destaque, com Marco Hietala oferecendo seu peculiar registro.

No setor de baladas, o duo de Tobias com Sharon Den Adel se mostrou eficiente desde o debut. A coisa não muda em “Isle Of Evermore”, com ecos Pop totalmente encaixados no contexto. “Babylon Vampyres” mata a curiosidade de quem nunca conseguiu construir em sua cabeça um vocalista do Hard Rock oitentista americano em um Power Metal europeu. Apesar de deslocado, Mason não faz feio. Com piano e orquestrações, “Lucifer” deixa no ar um clima teatral, reforçado pela letra. A manjada “Unchain The Light” passa sem maiores estragos, abrindo espaço para “A Restless Heart and Obsidian Skies”, que resgata Bob Catley para mais um de seus típicos registros roucos e envolventes, dignos de um contador de histórias.

De modo geral, Ghostlights não decepciona, especialmente quem já compreendeu que o Avantasia não voltará a fazer o som de seus primórdios, exceto por um ou outro relance. Só poderia ter dado uma encurtada em algumas canções que, simplesmente, não precisavam ter ficado tão longas, já que não possuem elementos variados que segurem o tranco. Curioso notar que o dono da empreitada acaba sendo aquele garoto que joga no time porque é o dono da bola, pois fica atrás de todos os convidados em termos de interpretação. Talvez sua figura se adapte melhor ao perfil histérico e sarrista do Edguy atual.

Nota 7,5

Tobias Sammet (vocais, baixo, teclados)
Sascha Paeth (guitarra, baixo, teclados)
Michael Rodenberg (orquestrações, teclados)
Felix Bohnke (bateria)

Instrumentistas convidados

Bruce Kulick (guitarras em 9, 10, 12)
Oliver Hartmann (guitarras em 2, 5, 9, 11)

01. Mystery of a Blood Red Rose (Tobias Sammet)
02. Let the Storm Descend Upon You (Tobias, Jorn Lande, Ronnie Atkins, Robert Mason)
03. The Haunting (Dee Snider, Tobias)
04. Seduction of Decay (Geoff Tate, Tobias)
05. Ghostlights (Michael Kiske, Tobias, Jorn Lande)
06. Draconian Love (Herbie Langhans, Tobias)
07. Master of the Pendulum (Marco Hietala, Tobias)
08. Isle Of Evermore (Sharon Den Adel, Tobias)
09. Babylon Vampyres (Tobias, Robert Mason)
10. Lucifer (Jorn Lande, Tobias)
11. Unchain The Light (Tobias, Ronnie Atkins, Michael Kiske)
12. A Restless Heart and Obsidian Skies (Bob Catley, Tobias)

tobi

Esse post foi publicado em * Resenha e marcado por João Renato Alves. Guardar link permanente.