>Músicos demitidos por Blaze dão sua versão dos fatos

>

Os músicos que tocavam com Blaze Bayley em sua banda solo – David Bermudez (baixo), Nico Bermudez (guitarra) e Jay Walsh (guitarra) emitiram um comunicado dando a sua versão sobre o encerramento das atividades do grupo:

É com pesar que confirmamos o fim da banda. Não foi nossa decisão ou desejo. O pronunciamento de Blaze não foi o que imaginávamos. Os promotores ingleses não foram avisados sobre remanejamento de datas para dezembro. Os aspectos financeiros e de saúde que o levaram a tomar essa decisão são apenas parte da verdade, para dizer o mínimo. Prova disso que ele continuará excursionando com músicos contratados, usando o nome da banda e as músicas que escrevemos juntos. Sem contar os contratos que diziam respeito a todos nós.

Devido à grande apreciação que as pessoas tem por essa formação e os três lançamentos que tivemos, sentimos que é justo que saibam os verdadeiros motivos do fim. É óbvio que fica mais barato e fácil para um promotor levar apenas o cantor e fazê-lo tocar com músicos locais. Alguns desses tributos ao Maiden tocam de graça, deixando mais grana para o artista principal e o contratante. Nosso argumento é que os dois álbuns de estúdio que fizemos deveriam ser promovidos pela banda ao invés de músicos escolhidos de maneira injusta, para dar mais lucro a um membro da banda e sua namorada-empresária.

Não nos disseram a verdade sobre esses planos desde janeiro. Foi um total destrato e falta de respeito aos quatro anos que trabalhamos em músicas, planos e extensas turnês pela Europa, Rússia e América do Sul. Continuaremos escrevendo e fazendo música no futuro.

Publicado em * Notícias, Blaze Bayley por Igor Miranda. Marque Link Permanente.

Sobre Igor Miranda

http://www.vandohalen.com.br/