Cinco anos sem George Carlin

Neste sábado, a morte de George Carlin completa cinco anos. Portanto, nada melhor que assistirmos um comentário do próprio sobre esse momento pelo qual todos passarão. E ele foi feito apenas três meses antes de sua partida.

O planeta amaldiçoado

george-carlin-bw

Acredito no pós-vida. Não no sentido cristão, mas creio na sobrevivência do espírito humano. Éramos todos parte de uma gigante explosão, tivemos um longo caminho. As incríveis distancias do passado e futuro, as vibrações astrais, a racionalidade, é esse tipo de coisa que leio e acredito.

Não vejo um futuro para este planeta. Penso que ele é amaldiçoado. As barreiras que estabelecemos entre nações e os fatores que fizeram isso acontecer ainda destruirão tudo o que construímos. Talvez, após um holocausto, os sobreviventes possam reconstruí-lo em um nível mais espiritual. Provavelmente outras civilizações falharam nesse mesmo lugar antes de nós.

George Carlin

Memórias do SNL

snl-carlin

Fui o apresentador da primeira edição do Saturday Night Live, em outubro de 1975. Não lembro muita coisa, pois estava chapado de cocaína. As memórias imperfeitas que possuo são de muitas pessoas tensas, que não davam reais sinais de vida. Além da pressão natural da estreia de um programa, ainda tinha a de ser uma atração ao vivo. O que é normal.

Mas também havia o nervosismo da equipe técnica e daqueles jovens artistas que estavam tendo a grande chance de suas vidas. Mas tudo deu certo. Até o cardeal Terence Cooke, líder da igreja católica nos Estados Unidos, telefonou para nos parabenizar, devido ao monólogo que fiz sobre não sermos a imagem e semelhança de Deus, mas termos feito isso Dele.

O show me fazia rir, mas não assumia muitos riscos. Parecia desafiador, e até havia certa irreverência. Mas não havia tantas ideias alternativas. É uma forma de comédia com a qual posso conviver, mas não sou apaixonado.

George Carlin

À imagem e semelhança

georgecarlin

Quando criança me ensinaram que fui feito à imagem e semelhança de Deus. Mas o que me parece é que nos O transformamos em nossa imagem. E se ELE fosse realmente como eu, estaria longe da perfeição. Aliás, a ideia de um Deus perfeito está fora de cogitação para mim. Digo, vejam o trabalho Dele. Não consegue fazer duas folhas parecidas. Todas as montanhas são quebradas. Não consegue nem fazer duas impressões digitais iguais…

George Carlin

zp8497586rq

Liberdade parcial

george-carlin

Somos levados a acreditar que temos liberdade através do exercício de liberdades ineficientes. Como o voto, por exemplo. As pessoas pensam que podem escolher quem quiser como governantes. Mas não é assim. Apenas escolhemos entre aqueles que indicam a nós. Por isso, não voto. Prefiro me divorciar do mundo a encarar a decepção do sucesso parcial. Afinal de contas, o sucesso parcial implica em um fracasso opressivo.

George Carlin

Não há resposta fácil

georgecarlinSmiling Down

Não tenho paciência com quem dispara clichês e frases prontas. Todos querem ter uma resposta fácil para os nossos problemas. Mas não há respostas fáceis, pois não dá para mudar só uma coisa, é preciso mudar tudo. Ou chegaremos ao mesmo nível de destruição que já causamos a este pobre planeta verde. Me sinto excluído de tudo isso, não tenho respostas fáceis para tudo como esses maravilhosos sábios do dia-a-dia, os idealistas equivocados.

George Carlin

“Eu desisti da minha espécie”

Choque ou surpresa

georgecarlin

Não gosto da expressão “choque de valores”. Surpresa é essencial na comédia. Se as pessoas se chocam com algo que digo, é problema delas. Mas não há piada sem causar uma surpresa. Por exemplo, se eu disser “Já notaram que a maioria das mulheres que são contra o aborto são aquelas com quem você jamais transaria?” choca muito mais que falar “Não é incrível que as mulheres contra o aborto são aquelas que você jamais engravidaria?”. Embora engravidar fosse a expressão lógica, já que estamos falando de aborto, não sexo. Mas causa surpresa, dá luz e poder à piada. Agora, se choca, é uma questão pessoal e totalmente individual de quem ouve.

George Carlin

Covardia?

Bush diz que os caras da Al-Qaeda são covardes, argumentando que eles gostam de se esconder. Ué, mas não foi assim que o Exército americano ganhou a guerra da revolução? Eles se escondiam nas florestas, matavam os ingleses e fugiam de novo. Que nem a Al-Qaeda. É o que se faz quando se está em menor número e com menos poder de fogo em relação ao inimigo. Se chama tentar vencer. Não é covardia.

Bill Maher (comediante e comentarista político) exagerou quando disse que os pilotos da Força Aérea, que lançam mísseis centenas de milhas distante do alvo, são covardes. Jatos não atraem covardes. Mas com certeza não é nem perto de um ato como o de quem coloca uma bomba no peito e vai a uma discoteca sem a intenção de dançar. Mas Bill, fugir da Guerra do Vietnã graças aos amigos do papai e não honrar as promessas de propina que fez para isso também é covardia.

George Carlin

Os 1950s

carlin1950s

Para mim, Bill Haley foi um fenômeno terrível. Quando ouço essas merdas sobre nostalgia dos anos 1950, a imagem que me vem à mente é de branquelos idotas, com suas roupas engomadinhas, dançando ao som dele. Pode ter sido os anos 50 da América, mas com certeza não foram os meus. Nesta época eu andava pelo Harlem, usando roupas conservadoras, caminhando como um negro, fumando erva e indo a festas. Dançava tão lentamente que você mal perceberia.

George Carlin

Outras rapidinhas de George Carlin

carlin-031ab7f55fbccaf5103cca7b0be6c73609dfec4d-s6-c10

Sou adepto do “viva e deixe viver”. É minha filosofia de vida. Qualquer um que não consiga lidar com isso, deve ser posto para fora e levar um tiro. É simples e sempre funcionou na nossa família.

Quando era criança, meu avô costumava dizer: “vou lá em cima comer a sua avó”. Era um homem honesto, não inventava mentiras para um garoto de 4 anos.

Já notaram que a primeira coisa que alguém diz quando não consegue achar algo é “quem roubou”? É uma defesa do ego. Eles não suportam o fato de terem sido estúpidos o suficiente para perder algo.

Esse negócio de “faça amor, não faça guerra” é bom, mas não significa o que o criador do lema quis dizer realmente. Na verdade, a mensagem que ele queria passar era “foda, não mate”.

A visão americana das coisas diz que precisamos continuar evoluindo, escalando a montanha. Temos que seguir produtivos, não há tempo para reflexão, para crescer, nem mesmo para se ferrar. Não há tempo para aprender com os erros. Mas essa noção vai contra a natureza e seu ciclo.

As autoridades querem colocar os criminosos das ruas nas cadeias para deixar o espaço mais livre para os criminosos dos negócios.

A melhor coisa que fiz na vida foi fugir dos planos que minha mãe tinha para o meu futuro.

Não sou possuído pela ridícula mentalidade do “nós contra eles”.

George Carlin

George Carlin na “Hora do Planeta”

Já postamos anteriormente, mas fica a mensagem para essa data onde todo mundo faz o contrário do óbvio. Prestem atenção e reflitam.