Capa da coletânea de Rob Halford

robhalford-theessential

The Essential Rob Halford conta com 30 faixas, cobrindo toda a carreira do Metal God fora do Judas Priest. O lançamento, que ocorre na próxima semana, é o primeiro da nova parceria com a Sony/Legacy Records. O texto de apresentação do encarte foi escrito por Eddie Trunk.

Van Halen: 35 anos de Women And Children First

vanhalenwomenandchildrenfirst

(lançado em 26 de março de 1980)

Foram necessários apenas dois álbuns para o Van Halen atingir status divino dentro da realidade tão peculiar do Rock And Roll. É difícil encontrar em toda a história alguma banda que tenha lançado dois petardos tão potentes logo de cara, além de imortalizar duas figuras como Eddie e David Lee Roth com a maior naturalidade. Por isso, a expectativa era grande para saber como essa saga teria prosseguimento. A resposta veio com Women And Children First, trabalho que trazia a banda mais uma vez em parceria com o produtor Ted Templeman. A grande novidade ficou por conta do fato de este ser o primeiro disco a contar apenas com músicas compostas pelo quarteto – independente de quem foi o autor principal, todos assinaram as faixas.

Mostrando que o momento era inspirado, o play despeja mais uma sequência de sons acachapantes, mostrando que pouco mais de meia hora era o suficiente para conquistar o ouvinte. Todas as músicas são altamente recomendáveis, especialmente a quem prefere o lado mais pesado do grupo. Aliás, esse é considerado o álbum mais agressivo do Van Halen. Talvez a urgência no processo – apenas três meses para gravação e partes técnicas – tenha colaborado com o resultado final. Dois singles foram lançados, justamente para as primeiras faixas. “…And The Cradle Will Rock” e “Everybody Wants Some” são presenças garantidas nos shows até hoje, com a segunda servindo para momento de interação com a plateia.

Women And Children First chegou ao sexto lugar na parada da Billboard, tendo vendido, até hoje, mais de 3 milhões de cópias apenas nos Estados Unidos. O álbum ficou no 30º lugar na lista dos 100 melhores discos de Heavy Metal de todos os tempos, elaborada pela conceituada publicação inglesa Kerrang em 1989. Era a confirmação que o mundo precisava para atestar de vez que ali estava um grande fenômeno. Desnecessário exaltar a monstruosa qualidade técnica dos irmãos Van Halen ou as tiradas histéricas de Roth, raro caso de alguém que consegue ser um frontman até mesmo em estúdio. E as vaidades ainda não tinham atingido em cheio os egos do protagonista, o que dá um sentimento de harmonia à audição.

David Lee Roth (vocais)
Eddie Van Halen (guitarra)
Michael Anthony (baixo)
Alex Van Halen (bateria)

01. …And The Cradle Will Rock
02. Everybody Wants Some
03. Fools
04. Romeo Delight
05. Tora! Tora!
06. Loss Of Control
07. Take Your Whiskey Home
08. Could This Be Magic?
09. In A Simple Rhyme

vanhalenbackstage

Steve Lukather lembra quando mandou Michael Jackson para aquele lugar

steve-lukather-630-80

Entre as várias participações históricas fora do Toto, o guitarrista Steve Lukather tocou no álbum mais vendido de todos os tempos: Thriller, de Michael Jackson. “Era oito da manhã em um dia de 1982 quando meu telefone tocou. Quando a pessoa do outro lado disse quem era, mandei se foder. Foram outras três tentativas e reagi da mesma forma. Duas horas mais tarde, recebo uma ligação do escritório de Quincy Jones, dizendo que era realmente Michael Jackson me telefonando. Retornei o contato e pedi desculpas. Ele riu e disse que aquilo acontecia toda hora”, lembrou o músico ao Classic Rock Revisited.

Jaded Star libera músicas de primeiro disco

jadedstar

O lyric video para “Stars” pode ser conferido abaixo.

No player, outras quatro faixas do álbum Memories From The Future podem ser ouvidas.

Vocalista explica porque o The Who vai acabar

rogerdaltrey

Em entrevista à Rolling Stone, o vocalista Roger Daltrey explicou o que fez o The Who considerar a atual turnê a última da carreira. “Temos que ser realistas. Quero sair de cena ainda podendo fazer o melhor. Talvez, no futuro, ainda possamos fazer alguns shows acústicos, só Pete Townshend e eu. Mas o tempo das grandes turnês está acabando para nós”.

Projeto de ex-vocalista do Judas Priest lança compilação

atkinsmayproject

O Atkins May Project, grupo do vocalista Al Atkins (Judas Priest) lança em breve Anthology, primeira compilação de sua história. O tracklist traz:

01. Here Comes The Rain
02. Bitter Waters
03. A World At War
04. Dream Maker
05. Whisper To The Wind
06. Harder They Fall
07. The Shallowing
08. Enslaved To Love
09. Theatre Of Fools
10. Valley Of Shadows
11. In the Air Tonight (unreleased bonus track)

Após usar playback, Gene Simmons critica quem usa playback

genesimmonsbald

O KISS não fez nenhuma questão de disfarçar o uso de playback durante a recente turnê japonesa. Nem assim Gene Simmons deixou de expressar seu repúdio a quem se vale do recurso em apresentações ao vivo. “Não há ninguém com sintetizadores em nosso palco. Nem samples na bateria. Nós, o AC/DC, o Metallica… são poucas as bandas que fazem tudo ao vivo. A questão para mim não é de talento, mas honestidade. Não acho certo cobrar cem dólares para oferecer algo pré-gravado. Coloquem um aviso nos ingressos, então”, disse o baixista e vocalista ao AdelaideNow.

Cavalera Conspiracy confirma dois primeiros shows de nova tour brasileira

cavaleraconspiracy

O Cavalera Conspiracy anunciou as duas primeiras datas de sua nova turnê brasileira. Os shows acontecem em Porto Alegre (Bar Opinião) e Curitiba (Music Hall), nos dias 23 e 31 de maio, respectivamente. Em breve, novas apresentações serão confirmadas.

Cadáver de Kim Fowley posa para revista (imagem pode impressionar)

kimfowley

O músico, compositor e empresário Kim Fowley, falecido no último dia 15 de janeiro, deixou registrado um último pedido nada convencional. Em 2012, quando começou a lutar contra o câncer que lhe tiraria a vida, o criador das Runaways deixou por escrito a solicitação que seu cadáver fosse fotografado para a revista Girls And Corpses, junto de sua namorada. Tudo ficou acordado com a publicação. A nova edição cumpre o estabelecido.

Novo lyric video do Hellyeah

“Hush”, novo single do grupo. A música faz parte de uma campanha em parceria com a organização No More, que combate a violência doméstica e o abuso sexual nos lares americanos. A letra reflete experiências que o vocalista Chad Gray passou na sua infância.

Livro detalha o conceito artístico do Rush

rush-clockwork-angels

Em parceria com o ilustrador Hugh Syme e o jornalista Stephen Humphries, o Rush lançará um livro de 272 páginas esmiuçando a parte visual de sua obra. The Art Of Rush conta com imagens, histórias, entrevistas e depoimentos sobre todo o conceito gráfico que envolve a história do trio canadense. O prefácio foi escrito por Neil Peart. Detalhes completos serão revelados nos próximos dias.

Ex-Morbid Angel conta como encontrou Deus

petesandovalsolo2014_638

O baterista Pete Sandoval falou ao AndrewHaug.com sobre o momento em que encontrou Deus. “Minha mãe e minha irmã sempre foram cristãs e me encorajavam a procurar Deus. Em 2012, comecei a ler a bíblia por recomendação da minha mãe. Mesmo assim, não sentia a necessidade de Deus em minha vida. Ele entrou em meu coração a partir do momento em que desejei de verdade e me submeti. Foi quando compreendi que Deus realmente existe. Vi que estava em um mundo de escuridão. Foi o momento da mudança. Minha fé se restabeleceu. Quanto mais eu conhecia, mais queria saber. Me apaixonei, como quando encontramos o primeiro amor. Foi assim que aconteceu. Nada pode me separar de Deus”.

Mesmo assim, o músico deixa claro que não se envergonha do legado. “Tenho orgulho do que fiz com Morbid Angel e Terrorizer. Não mudaria nada. Fez parte da estrada que me trouxe onde estou. Porém, mesmo quando tinha sucesso, era reconhecido e fazia um ótimo trabalho, não me sentia bem. As pessoas imaginam, olhando de fora, que você é a pessoa mais feliz do mundo. Mas eu estava me destruindo, bebendo e fumando muito, entrando em um caminho de perdição. Muitos estão fazendo isso ainda. Basta ver quantos grandes músicos perdemos para as drogas. Como meu irmão e amigo Jesse Pintado (falecido guitarrista do Napalm Death), que se destruiu com o álcool. Vemos garotos se consumindo nos shows e achamos normal, quando não é”.

Embora não renegue o passado, Sandoval deixa claro que não voltaria a ele. “São duas coisas que não se conectam. O Morbid Angel é uma banda satânica. Encontrei Jesus Cristo, o salvador e redentor, que me ajuda todos os dias. Quero dizer às pessoas que Deus pode realmente mudar nossas vidas, mostrando o caminho da vida em abundância, a vitória, onde estou hoje. Sinto que Ele me ajudou imensamente, estou fisicamente me sentindo como quando tinha 20, 30 anos. Deus é positivo, é poder, é vida”.